Foto: Divulgação


Por causa da pandemia, Academia revogou regra e longas lançados em streaming e drive-in poderão concorrer ao prêmio

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas revogou a regra que obrigava as produções a serem exibidas por sete dias nos cinemas e anunciou mudanças no regulamento de classificação de filmes para o Oscar


A alteração leva em conta as mudanças e impactos causados pela pandemia do coronavírus, tirando a obrigação de exibição em salas de cinemas e fazendo com que os longas que estrearam em plataformas de streaming, serviços on demand ou drive-in sejam elegíveis e possam concorrer ao Oscar 2021.  Desta forma, os longas deverão ser disponibilizados aos membros da Academia em um período de até 60 dias após a estreia.


Com o fechamento das salas de cinema, os drive-ins se tornaram uma grande alternativa para a busca segura de entretenimento fora de casa.


Por conta da pandemia, o Oscar sofreu alteração em seu calendário de 28 de fevereiro para 25 de abril, com as datas de elegibilidade também estendidas: agora, longas lançados até o fim de fevereiro poderão concorrer. A 93ª edição do prêmio terá seus indicados revelados no dia 15 de março de 2021

Comentários